• anacef

Após conquista da etapa presencial, ANACEF promove recepção para novos Avaliadores

Atualizado: 2 de mar.

Depois de uma forte mobilização conjunta entre os Avaliadores, ANACEF, instrutores e consultores, no dia 15 deste mês, 16 novos aprendizes concluíram a etapa presencial do Curso de Formação de Avaliadores de Penhor da CAIXA. As duas turmas, uma em São Paulo, outra em Belo Horizonte, finalizaram o treinamento para atuação em banca e agora realizarão o estágio supervisionado nas agências da CAIXA. A ANACEF esteve presente no curso, apresentando a entidade e proporcionando um momento de confraternização para os futuros Avaliadores.


Cabe lembrar que, durante a pandemia, a Caixa tentou realizar o Curso de Formação totalmente à distância. Anteriormente, o curso envolvia quatro semanas de formação presencial e mais quatro de estágio em uma agência com Penhor, com acompanhamento de um orientador. A proposta de mudança preocupou não apenas os Avaliadores, como a ANACEF, os próprios instrutores, que seriam totalmente afastados do processo, e os orientadores das agências.


“Esta alteração proposta pela Caixa foi extremamente negativa, pois o orientador de estágio não está preparado para ensinar a avaliar. A função dele é acompanhar o andamento do trabalho de um empregado que já recebeu treinamento para exercer a função de Avaliador. Além disso, é muito difícil realizar esta atividade fora dos laboratórios, pois não existem peças para treinamento ou mesmo ambiente adequado nas agências, sequer para que os aprendizes acompanhem as reações”, explicou Michele Venzo, da ANACEF.


Michele ainda destacou que os Avaliadores são capacitados para avaliar uma gama muito grande de objetos valiosos e apontou os prejuízos de uma formação à distância. “Na agência, os aprendizes não teriam acesso a todas essas peças que avaliamos no dia a dia, que vão de relógios, metais nobres, diamantes, pérolas, canetas à prataria. Por isso, houve uma forte mobilização dos Avaliadores pelo curso presencial. É sempre importante considerar que, em caso de erro na avaliação, é o profissional que arca com o prejuízo. Isso torna ainda mais importante uma formação completa”, ponderou Michele.


Apesar da tentativa de mudanças, a CAIXA voltou atrás e manteve as aulas presenciais, reduzindo o período de quatro para três semanas, porém cortando a parte de vendas e reduzindo o tamanho das turmas, a fim de viabilizar o distanciamento social durante o treinamento. “Embora este ainda não seja o formato ideal, foi uma conquista importante não apenas para os novos Avaliadores, mas para todos nós enquanto categoria”, ressaltou Michele.


Além das duas turmas que concluíram o curso presencial, com carga horária de 90h, mais seis turmas irão realizar o treinamento até o final de 2021.


Apesar da retomada do Curso de Formação, o processo de seleção sofreu retrocessos. O presidente da ANACEF, João Ramalho, destacou que estas novas turmas abertas tiveram seus treinandos, seguindo orientação contida no processo, indicados pelos Gestores de Rede (GG e/ou SEV e/ou SR). “Isso deixa o processo totalmente sem transparência e, novamente, dependente das referidas vendas de produtos de seguridade, uma vez que o critério principal adotado pelos gestores de Rede para a ‘escolha' passou a ser a habilidade e disponibilidade do empregado em promover tais vendas na banca de Penhor”, destacou Ramalho.



Apresentação e confraternização


Na semana de conclusão da etapa presencial do Curso de Formação, a ANACEF se fez presente nas turmas, proporcionando um coquetel de integração para os colegas, apresentando a entidade através de um pequeno histórico das suas ações e dos motivos da sua existência.


“Foi com muita alegria que apresentei um pouquinho do que é a ANACEF para os futuros colegas do Penhor. Uma turma com colegas já veteranos de Caixa, mas com olhares muito curiosos sobre a futura carreira e seus desafios. Foi um prazer contar um pouquinho da história da ANACEF, a sua importância enquanto associação para nosso desenvolvimento profissional, manutenção de direitos já conquistados e como ferramenta para enfrentar nossos constantes desafios”, destacou Cinara Assensio, representante da ANACEF.


Cinara também destacou a importância da realização do Curso de Formação no formato presencial: “Assim como foi pra nós colegas mais experientes, o curso de formação é um grande momento para todo futuro Avaliador”, ponderou.


Turma 1 - Laboratório de São Paulo, com os instrutores Júlio e Edson


Turma 2 - Laboratório de Belo Horizonte, com os instrutores Paulo Kunzler e Rodrigo



Instrutores aprovam formação


Além dos treinandos, a realização do Curso de Formação de forma presencial também foi aprovada pelos instrutores, que haviam participado de um GT para definir o novo formato do Curso de Formação durante a pandemia. “O Curso foi maravilhoso. Tínhamos muito conteúdo para passar e os novos Avaliadores estavam muito focados e dedicados na tarefa de aprender. Tivemos a coincidência de ter dois aniversários durante o curso, e fomos agraciados com o coquetel proporcionado pela ANACEF. Neste momento, pudemos apresentar a entidade que nos representa, o que gerou muito interesse dos treinandos, que compreenderam a importância da união dos Avaliadores através da entidade”, ressaltou Paulo Kunzler.


Turma 3 - Laboratório de São Paulo, com os instrutores Gilber e Edson



Turma 4 - Laboratório de Belo Horizonte, com os instrutores Júlio e Rodrigo



Turma 5 - Laboratório de São Paulo, com os instrutores Paulo e Édson



Turma 6 - Laboratório de Belo Horizonte, com os instrutores Gilber e Renato


Turma 7 - Laboratório de São Paulo, com os instrutores Júlio, Renato,

Michele e Patrícia



Turma 8 - Laboratório de Belo Horizonte, com os instrutores Gilber, Zé Mário,

Fernanda e Hugo



Turmas 2022

Turma 1 - Laboratório de São Paulo, com os instrutores Édson, Zé Mário,

Carla e Cinara



Turma 2 - Laboratório de Belo Horizonte, com os instrutores Gilber, Renato,

Moisés e Roque


564 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Comissão Eleitoral, no uso de suas atribuições previstas no artigo 23 do Estatuto Associativo, após realizar a apuração dos votos válidos, TORNA PÚBLICO O RESULTADO DAS ELEIÇÕES para Diretoria, Cons

A Associação Nacional dos Avaliadores de Penhor da Caixa Econômica Federal (ANACEF), pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 07.001.021/0001-70, com sede na rua Real Grandeza, nº